"Combater o terrorismo" causando-o

por Imad Khadduri [*]

Aviso aos condutores (em árabe), 11/Maio/2005:
in http://www.albasrah.net/maqalat_mukhtara/arabic/0505/moradi2_110505.htm

Desenho de Botero, grande artista colombiano, acerca de Abu Ghraib. "Uns poucos dias atrás, americanos num check point confiscaram a carta de condução de um motorista e disseram-lhe para apresentar-se num campo militar americano próximo ao aeroporto de Bagdad para interrogatório e a fim de recuperar a sua licença. No dia seguinte o condutor visitou aquele campo e foi-lhe permitido entrar com o seu carro. Foi levado a uma sala para um interrogatório que durou hora e meia. No fim da sessão, o interrogador americano disse-lhe: 'OK, não há nada contra si, mas você sabe que o Iraque agora é soberano e cuida dos seus próprios assuntos. Portanto, enviámos os seus papeis e licença para a esquadra de polícia de al-Kadhimia para processamento. Naquela esquadra pergunte pelo Ten. Hussain Mohammed que está à sua espera. Vá para lá agora, rapidamente, antes de ele acabar o seu turno de trabalho".

O condutor saiu apressado, mas a seguir ficou alarmado com a sensação de que o seu carro comportava-se como se estivesse a transportar uma carga pesada, e também ficou com suspeitas quanto a um helicóptero em voo baixo que se mantinha a pairar sobre si, como se o perseguisse. Ele parou o carro e inspeccionou-o cuidadosamente. Encontrou cerca de 100 quilogramas de explosivos escondidos no assento de trás e nas duas portas traseiras.

A única explicação possível para este incidente é que na verdade o carro fora armadilhado pelos americanos e destinava-se ao distrito xiita de al-Khadimiya, em Bagdad. O helicóptero estava a monitorar o seu movimento e a testemunhar o previsto "odioso ataque por elementos estrangeiros".

O mesmo cenário repetiu-se em Mossul, no norte do Iraque. Foi confiscado um carro, juntamente com a licença do condutor. Ele apresentou queixa acerca do assunto e finalmente reclamou o seu carro, mas foi-lhe dito para ir a uma esquadra de polícia a fim de obter a sua licença. Felizmente para ele, o carro avariou-se no caminho para a esquadra. O mecânico que inspeccionou o carro descobriu que o pneu sobressalente estava completamente cheio de explosivos".



Um incidente talvez não relacionado, mas com circunstâncias estranhamente semelhantes:

Canadiano morto no Iraque era camionista na área de Toronto, 28/Abril/2005:

"Um canadiano que foi morto no Iraque na semana passada — possivelmente por tropas americanas — viveu próximo de Toronto durante anos e possuía também a cidadania iraquiana, soube a CBC.

Alguns media citaram fontes não identificadas as quais dizem que ele pode ter morrido depois de forças americanas seguirem a pista de um alvo utilizando um helicóptero armado, mas o Departamento dos Negócios Estrangeiros [do Canadá] disse que ainda está a investigar relatos conflitantes acerca dessa morte.

Os responsáveis americanos negaram qualquer envolvimento.

O Departamento dos Negócios Estrangeiros do Canadá só afirma que é prematuro determinar a culpa. Ele ainda está a tentar obter um quadro completo do que aconteceu junto às autoridades em Bagdad".

in http://www.cbc.ca/story/world/national/2005/04/27/iraq-canadian-050427.html



Artigo relacionado:
The Provocateur State - Is the CIA Behind the Iraqi "Insurgents" -- and Global Terrorism? May 10, 2005: http://globalresearch.ca/articles/MOR505A.html

[*] Cientista iraquiano exilado no Canadá, autor de "Iraq's Nuclear Mirage". O seu blog pessoal, em inglês e em árabe, chama-se Free Iraq .

O original encontra-se em http://globalresearch.ca/articles/KHA505A.html .


Este artigo encontra-se em http://resistir.info/ .
01/Jun/05